sábado, 14 de novembro de 2009

pela democracia/liberdade

filme importante. importante porque cria, ou pelo menos confirma valores, sem intenção explícita de fazê-lo.
no fim do filme, brendan fraser derrota jet li. jet li é o imperador chinês, ou algo assim, um típico déspota oriental. brendan fraser é um americano comum. portanto, fraser apanha de jet li, que domina a arte da luta. contudo, fraser, é o americano comum, o que significa que luta por seu ideal, e pelo esforço e pela vontade, supera os poderes sobre-naturais e a arte profana e maligna de luta do soberano oriental, mesmo estando em aparente desvantagem.
assim que jet li é derrotado, os soldados chineses, que são múmias (o que não tem nenhuma importância), logo percebem, "o imperador está morto!!", comemoram o fim de seu senhor autoritário, viram areia e descansam em paz.
brendan fraser, o americano comum, libertou da opressão todo um povo, que a princípio não lhe dizia respeito, pela derrubada de jet li, o cruel - é o cinema americano reproduzindo, banalizando, naturalizando e criando narrativas justificativas análogas à ação dos eua, no que diz respeito à sua tradição de intervenções em questões de países não-democráticos.

2 comentários:

  1. Interessante ponto de vista.

    ResponderExcluir
  2. cara... esse filme é muito bom e engraçado...
    falta só um pouco mais de mulher pelada..
    mas de resto é genial...

    ResponderExcluir