segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

crepúsculo

1- o "look do vampiro" só é possível para mulheres brancas: "pele clara com olhos e boca marcados". 2- exitiria o "look do vampiro" para homens? o filme crepúsculo reinventou a imagem do vampiro e esvaziou seu sentido. na verdade, o fato de haver personagens vampiros no fime é meramente acessório.
3- esses filmes produzidos em série para adolescentes são sempre repetições de temas, expostos com repetições na forma. ainda assim repetem o sucesso de venda. parece que o adolescente filho da classe média precisa confirmar continuamente algumas coisas, alguns valores inventados até acreditar que isso faz parte de sua identidade própria.
4- é o tema do amor impossível, porque ele é vampiro e ela é a caça de melhor gosto possível.
5- ela é uma menina independente, que não liga para as bobagens do vestido do baile da escola, como as amigas. ela fala pouco e não gosta de dançar. ela é diferente - isso é central: esse filme é para os iguais que se julgam diferentes. ela é isso, mas, na verdade, ela é a menina que encontrou no vampiro a personificação do mito do amor romântico: o garotão que salvou-lhe a vida, que pode levá-la para voar entre as árvores e ainda brilha no sol. ela é muito independente, têm muita personalidade e ao mesmo tempo, pode ostentar um namorado que faz coisas que os namorados das outras meninas não fazem, embora tenha problemas de ereção, já que é vampiro, mas um vampiro que é para casar, pois ele é rico, filho de um médico bem sucedido, mora numa casa bem decorada e retirada.
6- também há os vampiros maus, que são os que se alimentam de sangue humano e vivem como vagabundos na floresta. um negro, um marginal, uma puta.
7- o filme não é sobre vampiros. é sobre a personalidade da adolescente moderna, que deve ter atitudes independentes paradoxalmente unidas a valores tradicionais. depois é a confirmação dos atributos do rico e dos atributos do vagabundo, associados respectivamente a bom e mau.

4 comentários:

  1. haha melhor análise possível desse filme...

    o look do vampiro pra homens precisa brilhar no sol e, se juntarmos isso aos outros probleminhas do jovem rapaz,temos um melhor amigo gay da porquinha assada.

    ResponderExcluir
  2. Eu vejo "questão sexual" em tudo, mas também é interessante como é um filme sobre a repressão sexual (metaforização pelo sugar ou não sugar o sangue; e sempre ela quer, ele reluta) para jovens adolescentes que se sentem identificados com isso, mas ainda não sabem (presumo eu!) porque. E no segundo filme da franquia, Lua Nova, botam um garoto de 17 anos todo "gostosão" e semi nu pra arrancar o suspiro da mulherada (ou seria criançada?). Vampiros? É a última coisa que alguém que vai assistir esse filme quer ver.

    ResponderExcluir
  3. Cara... vamos analisar a realidade da juventude e comparar com esse livro/filme...

    Estamos falando de uma história criada por uma mulher fanática religiosa (mórmon)... vampiros politicamente corretos...o vampiro se recusa a chupar o sangue da moça...muito menos em comê-la... o lobisomem também... ninguem bebe...ninguem fuma... ninguem usa droga... e todo mundo é romantico ao exagero... é claro que as menininhas vão babar por uma história surreal dessas hahahahah

    Ainda bem que eu cresci lendo Jack Kerouac... Chuck Palaniuk... e assistindo Drácula e Entrevista com o Vampiro hahahahah



    Visita ae qq hora:
    http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/


    Aquele abraço

    ResponderExcluir
  4. passando por alguma rodoviária ao caminho de casa hoje, sem dormir, vi uma menina "produzida" exatamente - exatamente mesmo - no estilo da que aparece na notícia do terra. não sabia se parava para rir ou se largava minha mala e saia correndo, estrebuchando entre as plataformas e gritando "puta que pariu, vai toma no cu, cansei, chega". dormi no ônibus, foi a solução.

    ResponderExcluir