sábado, 15 de maio de 2010

ben stiller

é muito comum acontecer de ligar a tv e encontrar algum um filme do ben stiller para assistir. em qualquer de seus filmes, ben stiller representa o idiota, ou o fracassado. é idiota e fracassado a ponto de atrair a simpatia do telespectador, que ri inocentemente diante das situações embaraçosas e absurdas em que ben stiller inevitavelmente se envolve. a simpatia do telespectador pelo tipo do idiota fracassado é um misto de compaixão e identificação - autocompaixão, portanto.
em uma noite no museu, ben stiller, o pai divorciado, que ainda ama a ex-mulher, é mal exemplo para o filho porque não consegue emprego. o filho chora por ver que o pai é um completo irresponsável. ben stiller, então, aceita um sub-emprego de guarda noturno - em um museu onde as peças criam vida -, movido por um ciúmes impotente despertado ao perceber que seu filho gosta do novo namorado da mãe, um homem estável e bem sucedido.
em antes só que mal casado, ben stiller sofre por ser um homem de meia idade, que além de trabalhar em uma loja como vendedor de roupas esportivas, ainda é solteiro, após acumular fracassos amorosos.
em todo caso, o idiota acaba tendo alguns momentos de sorte em meio ao absurdo do fracasso total. mostra que por pior que seja, é possível superar as adversidades... isso porque o idiota tornou-se simpático, o fracasso confundiu-se com bondade e a felicidade com ser casado/bom pai/profissional exemplar.

Um comentário:

  1. o ben é um puta ator, e vc está desconsiderando sua partcipação, quiçá, impecável, em Quam vai ficar com Mary...

    ResponderExcluir