terça-feira, 27 de dezembro de 2011

as pessoas fazem o que podem.
elas fazem o bastante?





O problema é a relação,... :: a relação com o cinema como entretenimento, a relação com a música como alienação, a relação com as pessoas como mercadoria.; a relação com a morte, com relação de exterioridade - consciência separada e alienação de si mesmo.
Certos homens bem informados também querem passar por cultos, querem se distinguir dos meros assistidores de Jornal Nacional, leitores da Folha de São Paulo. Pra isso, além do Globo News também existe o History Channel e a Super-Interessante (Há quem se considere ainda melhor que estes por serem leitores da Scientific American. Entretanto, mesma coisa é mesma coisa).
leia o texto no contexto : its

domingo, 27 de novembro de 2011


quando o ufc começou a dar muito dinheiro, começou também a se tornar esporte legítimo-técnico-profissional. o potencial de venda de um espetáculo evidentimente estúpido encobre as evidências de sua estupidez a partir do momento em que o espetáculo é televisionado pela globo, narrado pelo galvão bueno.
um anderson silva pode tornar-se garoto propaganda, ganhar carisma, falar no programa do faustão e no programa do luciano huck a respeito de cidadania e incentivar as crianças sobre a importância do estudo.
as donas de casa e os pais de família podem praticar aversão à violência ao mesmo tempo em que asssistem ao ufc, paralisados no sofá da sala, ao redor da tv.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

"é a família que salva o meu rabo quando eu tomo no cu
smac"
o filho bem educado de uma família razoavelmente estável cria aversão teórica/simbólica ao capitalismo. esta convicção o leva a modos alternativos de viver e à recusa de uma carreira reconhecida pelo mercado. apesar de tudo, este filho bem educado, diante de eventuais fracassos sempre poderá recuar estrategicamente para a família, onde será acolhido.
o filho de uma mãe solteira, criado na favela, se quiser ser alternativo ao invés de ser obediente e humilde, será acolhido na cadeia - ou no hospício, como lima barreto.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

"Tinha trinta anos, um filho fatalmente analfabeto, uma sogra louca, eu mesmo com uma fama de bêbado, tolerado na repartição que me aborrecia, pobre, eu vi a vida fechada. Moço, eu não podia apelar para minha mocidade; ilustrado, não podia fazer valer minha ilustração; educado, era tomado por um vagabundo por todo mundo e sofria as maiores humilhações. A vida não me tinha mais sabor e parecia que me abandonava a esperança." - lima barreto, o cemitério dos vivos

terça-feira, 19 de julho de 2011

robert doisneau, 1948

sexta-feira, 15 de julho de 2011

a família, por excelência, é o lugar da perpetuação da tradição. é de pai para filho que são transmitidos os valores mais antigos e mais consolidados. é na família, portanto, que se faz a resistência às propostas mais arriscadas; é na família que se preserva as ideologias e certezas que mantém firmes as estruturas da sociedade.
na mesa da sala, o almoço preparado com afeto pela mãe e a palavra preocupada e sábia do pai transformam em ingratidão e semi-loucura o descontentamento do filho em relação ao destino que lhe cabe desde o berço.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

"Desde logo pode-se compreender melhor a manutenção da ansiedade suscitada pelo excremento. Nunca será demais repetí-lo: a excreção obceca então as classes dominantes. Produto irrefutável da fisiologia que o burguês se esforça por negar, a merda, por um retorno implacável, assombra o imaginário. Ela contradiz os esforços de descorporificação; ela permite reatar com a vida orgânica, cujo passado imediato ela se encarrega de contar." - alain corbin, saberes e odores

terça-feira, 5 de julho de 2011

verificar diariamente os e-mails é a dependência mais miserável da vida moderna. essa dependência, entretanto, proporciona às empresas interessadas ocasião para vender uma bebida sem graça associada ao modelo dominante de beleza feminina.

sábado, 25 de junho de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

"Em maio, Suri Cruise ficou em 21º lugar na lista da Glamour Maganize’s, que elegeu as 30 mulheres mais bem vestidas de 2011. Nesse mês, a menininha de apenas 5 anos surpreendeu ainda mais: a filha de Katie Holmes e Tom Cruise apresentou uma coleção de sapatos avaliada em US$ 200 mil, aproximadamente R$ 320 mil."

segunda-feira, 6 de junho de 2011

uma pessoa tem em seu quarto um notebook com internet, um playstation 3, um celular nokia n97, uma tv lcd;
na garagem um carro bem arrumado.
essa pessoa começa a ter, eventualmente, preocupações a respeito das desigualdades, da pobreza, e interesse pelos movimentos sociais.
nesse caso surgirá uma contradição: ao ter sua casa assaltada, o recém engajado nas causas da classe trabalhadora, põe em prática o olhar há muito tempo aprendido em meio a acumulação de objetos: "tinha um sujeito muito suspeito ali na esquina..." - onde, "muito suspeito" refere-se a um negro, mal vestido e sujo, de olhar arrogante e insubordinado.
a contradição não se dá nas idéias, mas naquilo que opõe concretamente o pobre e o não-pobre, apesar de suas convicções políticas avançadas: o consumo, os usos e hábitos, o modo de vida tacitamente sustentado pela vigilância policial.

terça-feira, 31 de maio de 2011



"Top 5 quarentonas mais enxutas"
no meu apartamento confortável, li textos sobre a injustiça do mundo capitalista. o livro custou R$40. no apartamento confortável existem bons sofás, tv lcd, forno microondas; carro na garagem, cerca elétrica. a leitura de textos sobre a injustiça do mundo capitalista, nessas condições, cria duas consciências: 1- consciência crítica, 2- consciência pesada. quando a consciência crítica quiser aliviar a consciência pesada, eu irei trabalhar junto dos cortadores de cana e dos soldadores de peças de máquinas: I- com o trabalho proletarizado alcançarei a dignidade humana, II- com a devida adaptação dos textos sobre a injustiça do mundo capitalista ajudarei os trabalhadores a alcançarem a mobilização social.
mas a consciência pesada tem fundamentos mais sólidos: eu sempre posso retornar ao apartamento confortável; o trabalhador digno é livre para escolher morrer de fome.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

mãos ensangüentadas de jesus

sexta-feira, 13 de maio de 2011


às vezes é preciso ter um vocabulário de acordo. não adianta nada falar em faustão e a mercadoria. mercadoria não diz nada ao cidadão de bem. o cidadão de bem tem relação afetiva com os objetos que possui; relação afetiva pervertida: os objetos que possui o possuem e o definem.
o discurso do consumismo maldoso já está incorporado até pela propaganda de banco. o banco quer fazer crer que não tem nada a ver com isso.
o banco financia a sujeição aos objetos enquanto convence seus clientes que viver bem é uma questão de boa vontade.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

o sorriso artificial do faustão é a expressão definitiva da mediocridade do mundo cujo sentido se encerra na mercadoria.

terça-feira, 3 de maio de 2011

agora que chegou o inverno, essas ana maria braga(s) da vida real dirão por aí que gostam do frio. essas ana maria braga(s) da vida real mal podem esconder sua tristeza crônica apesar da maquiagem e do corte moderno de cabelo; mas elas gostam do frio: a idéia de que no inverno as pessoas têm a oportunidade de se vestir bem é a mais pura expressão da separação entre realidade e concepção da realidade. miséria do gosto. as imagens espetaculares da europa associaram nas cabeças mais ingenuamente preconceituosas, roupa de frio e elegância. Na verdade, roupa de frio está associada a frio.



"Se você é poser até não poder mais e quer passar um ar de sedução em suas fotos, faça como Megan Fox: lábios entreabertos, não deixando transparecer um sorriso com todos os dentes à mostra, mas também não adotando uma expressão totalmente séria. Claro que o conjunto da obra ajuda, mas a dica funciona. Vai treinando na frente do espelho e em auto-retratos que você pega o jeito." - yahoo!!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011

"O burguês, para quem a vida se
divide em negócios e vida privada, a vida privada em representações e
intimidade, a intimidade na repugnante comunidade do matrimônio e na amarga
consolação de estar completamente só, separado de si e de todos, virtualmente
já é o nazista, ao mesmo tempo entusiasta e injuriante, ou o moderno habitante
das metrópoles, que só pode conceber a amizade como social contact, como a
aproximação social de indivíduos intimamente distantes." - adorno e horkheimer, indústria cultural e sociedade


a televisão ocupa o centro da sala e o centro das relações pessoais em família.
(a família é uma unidade de produção)
a ordem estabelecida pela centralidade da televisão é mantida, quando preciso, pelo uso da força.

não há mais festa, música ou diversão sem que se provoque na sociedade civilizada um incômodo insuportável. a família educada, incomodada com a diversão alheia é a forma definida de um tipo escravizado pelo trabalho-alienado-bem-assalariado.
a atitude de retirar-se de situações nas quais possa acontecer algo além do monótono é encarada como etapa natural da vida: trabalhar para dormir/dormir para trabalhar; televisão...


sexta-feira, 15 de abril de 2011

noites de circo

uma companhia falida de circo vai em direção à cidade para melhorar sua condição. surge o problema de estar bem vestido diante do artista burguês, apesar da pobreza; submeter-se ao favor que o burguês faz em explorá-los - avaliando-os, marcando a distinção que há entre eles.
mas a consciência profunda da miséria se produz quando não se pode escapar da condição miserável: o artísta burguês está em condições de seduzir a companheira do dono do circo. o ciúmes e a desconfiança da traição são, por excelência, os elementos produtores da loucura. a desconfiança da traição, somada ao orgulho ofendido e à humilhação, fazem o caminho da autodestruição.
a consciência de si é produzida e ganha contornos perigosos quando, por acreditar que seu cheiro é desagradável ao olfato educado, a companheira do dono do circo sente a necessidade de se desculpar ao artísta burguês.

terça-feira, 12 de abril de 2011

jasper jones
"O ressentimento surgiu como uma das dimensões fundamentais do ethos e da ética ascética da pequena burguesia (ou de modo mais geral, da burguesia em sua fase ascendente), sem dúvida porque ela autoriza os membros da classe média - conscientes de que sua ascenção resulta de privações e sacrifícios de que estão livres, ao menos em sua óptica, os membros das classes populares e os membros das classes superiores - a fazerem, como se costuma dizer, da necessidade virtude, e a condenarem tanto o laxismo dos que não tiveram que pagar o preço da ascenção como o descuido imprevidente dos que não souberam ou não quiseram pagar tal preço." - pierre bourdieu, economia das trocas simbólicas

quinta-feira, 7 de abril de 2011

"Para cada arma que se vende no mundo, 20 mil pessoas compartilham uma coca-cola"

só é possível dormir bem tendo sólida a crença de que não há relação nenhuma entre armas e coca-cola. hoje, até o anticapitalista bebe coca-cola enquanto discute a inclusão social e a educação popular.
quem disser que a indústria de armas contribui para a conquista de mercados para a coca-cola pode ser considerado stalinista, esquerdista ultrapassado.
compartilhar uma coca-cola com 20 mil pessoas significa comprar uma coca-cola e repartir com o colega de classe.

""É sangue mesmo, não é mertiolate"
E todos querem ver
E comentar a novidade.
"É tão emocionante um acidente de verdade"
Estão todos satisfeitos
Com o sucesso do desastre:
Vai passar na televisão
"Por gentileza, aguarde um momento.
Sem carteirinha não tem atendimento -
Carteira de trabalho assinada, sim senhor.
Olha o tumulto: façam fila por favor.
Todos com a documentação.
Quem não tem senha não tem lugar marcado.
Eu sinto muito mas já passa do horário.
Entendo seu problema mas não posso resolver:
É contra o regulamento, está bem aqui, pode ver.
Ordens são ordens.
Em todo caso já temos sua ficha.
Só falta o recibo comprovando residência.
Pra limpar todo esse sangue, chamei a faxineira -
E agora eu vou indo senão perco a novela
E eu não quero ficar na mão" - legião urbana

sexta-feira, 1 de abril de 2011





na verdade é preciso... toda essa perturbação e essa artificialidade de linguagem, não passam de extensões da alienação em forma de anti-alienação. acreditar é um último apelo para ocupar o que está desocupado[no mal sentido]
preciso consumir como mercadoria a miséria da mulher muçulmana, para distrair a miséria vivida.

quinta-feira, 24 de março de 2011

quarta-feira, 23 de março de 2011

re-vazio escrito

alguma coisa de ruim aconteceu desde que comecei a ver big brother todos os dias. talvez seja apenas uma coincidência, mas não consigo mais escrever.
deste modo, ao invés de comentar sobre bobagens e catástrofes do jornal nacional, é preferível transformar isto em um grande twitter; a notícia só serve enquanto é nova. o blog-twitter não serve nunca [sem sentido].
a palavra classe média é insuportável agora. o assunto "ciências humanas" é insuportável agora: essas ficções são desgraçadamente causadoras de obsessões desmedidas.
reformar o mundo. o assunto "militantes" é totalmente insuportável agora.

segunda-feira, 21 de março de 2011

obama

o sonho infantil de matar obama esbarra na polícia.
a polícia não proteje o brasileiro comum do mal. a polícia agride o brasileiro comum com abuso completo de poder.
no jornal hoje o pobre feliz e digno do rio de janeiro declara o orgulho que é receber obama em sua cidade; receber obama sem que obama seja morto. obama jamais pode ser morto porque todos os exércitos e polícias e a cia protejem o rio de janeiro do vexame de parecer uma cidade violenta e incivilizada.
o estado brasileiro recebe o discurso simpático de obama: obama diz que brasil e estados unidos são parceiros de mesmo nível. na verdade, obama veio ao brasil fazer vistoria, ver como anda a periferia do império. o estado brasileiro mostra que a favela pacificada e as olimpíadas irão funcionar.

mother

Momma's gonna put all of her fears into you
[...]
She won't let you fly, but she might let you sing

Mother, do you think they'll drop the bomb?
Mother, do you think they'll like this song?
Mother, do you think they'll try to break my balls?
Mother, should I build the wall?

Mother, should I run for president?
Mother, should I trust the government?
Mother, will they put me in the firing line?
Is it just a waste of time?

Hush now baby, baby, don't you cry
Momma's gonna make all of your nightmares come true
Momma's gonna put all of her fears into you
Momma's gonna keep you right here under her wing

She won't let you fly, but she might let you sing
Momma's will keep baby cozy and warm

(3x)
Oh, baby

Of course Momma's gonna help build the wall

Mother, do you think she's good enough
For me?
Mother, do you think she's dangerous
To me?
Mother will she tear your little boy apart?
Mother, will she break my heart?

Hush now baby, baby, don't you cry
Momma's gonna check out all your girlfriends for you
Momma won't let anyone dirty get through
Momma's gonna wait up until you get in
Momma will always find out where you've been
Momma's gonna keep baby healthy and clean


Oh, baby

You'll always be baby to me

Mother, did it need to be so high?

sexta-feira, 4 de março de 2011

maternalismo ideológico capitalista


aí vai a construção da preocupação materna assexuadamente ingênua, como ponto principal de apoio da imutabilidade das coisas todas. o sonho do filho bem sucedido profissionalmente, o serviço bancário diferenciado e o valor da família. tudo deve ser o que sempre foi.

quarta-feira, 2 de março de 2011

"Sete horas e meia de trabalho agradável, não exaustivo, e depois a ração de soma, jogos, copulação irrestrita e os filmes sensíveis. Que poderiam querer mais? É verdade - acrescentou - que poderiam pedir redução do período diário de trabalho. E sem dúvidas consederíamos. Tecnicamente seria perfeitamente simples reduzir o horário de trabalho de todas as classes inferiores para três ou quatro horas por dia. Mas seriam mais felizes assim? Não. Fez-se uma experiência nesse sentido, há mais de um século e meio atrás. Submeteu-se toda a ilha da Irlanda ao dia de quatro horas. Qual foi o resultado? Inquietação e grande aumento do consumo de soma; eis tudo. Essas três horas e meia de lazer suplementar estavam tão longe de constituir uma fonte de felicidade, que as pessoas se sentiam forçadas a fugir delas." - aldous huxley, admirável mundo novo


"Antes de tudo , o trabalho é um processo de que participam o homem e a natureza."; "Atuando assim sobre a natureza externa e modificando-a, ao mesmo tempo [o homem] modifica sua própria natureza." - marx




terça-feira, 1 de março de 2011

sandy

''a moça contou um pouco de suas ousadias e disse que a imagem que as pessoas têm dela não é tão real assim. “Gosto de subir na mesa e dançar. Tenho um lado devassa, sim, e não nego”, atiçou.''

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

mude a direção


a vida na grande cidade é insuportável pela soma de duas coisas: o desejo irracional de ter um carro e o isolamento individualista. um pedestre mais mal-humorado mal pode conter seu profundo descontentamento ao notar que há apenas uma pessoa dentro da maioria dos carros que entopem as ruas, transformando a cidade em inferno.
mude a direção: o carro da propaganda, é uma expressão de personalidade, uma manifestação da essência humana. cada indivíduo precisa de seu próprio carro; dar carona para um pedestre desconhecido é imprudência completa; o pedestre não deve sentir-se no direito de pedir carona a um desconhecido que vem de carro. a consciência separada que faz funcionar a propaganda produz continuamente a separação generalizada no espaço urbano.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

nerd

antes de ser completamente absorvido pelo capitalismo, o nerd era o último tipo de filho da classe média capaz de oferecer resistência. entretanto, seu isolamento voluntário facilmente transformou-se em individualismo competitivo e em egoísmo; sua atração pela leitura e pelo conhecimento da tecnologia tornaram-se qualidades de mercado.
o mundo da mercadoria promoveu o nerd de excluído a público-alvo-com-demandas-específicas. é na mercadoria que o nerd, enfim, se reconhece como nerd; cria sua identidade no consumo: livros, vídeo game, séries americanas, quadrinhos, filmes que adaptam quadrinhos.
a partir do momento em que o nerd está no mercado de trabalho ele não quer mais que um salário que o permita preencher sua vida e seu quarto com coisas legais produzidas especialmente para ele.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

actionaid


actionaid



"Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?...
A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte...
A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer...
Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?...
A gente não quer só comer
A gente quer comer
E quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer
Prá aliviar a dor...
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer dinheiro
E felicidade
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer inteiro
E não pela metade...
Bebida é água!
Comida é pasto!
Você tem sede de que?
Você tem fome de que?...
A gente não quer só comida
A gente quer comida
Diversão e arte
A gente não quer só comida
A gente quer saída
Para qualquer parte...
A gente não quer só comida
A gente quer bebida
Diversão, balé
A gente não quer só comida
A gente quer a vida
Como a vida quer...
A gente não quer só comer
A gente quer comer
E quer fazer amor
A gente não quer só comer
A gente quer prazer
Prá aliviar a dor...
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer dinheiro
E felicidade
A gente não quer
Só dinheiro
A gente quer inteiro
E não pela metade...
Diversão e arte
Para qualquer parte
Diversão, balé
Como a vida quer
Desejo, necessidade, vontade
Necessidade, desejo, eh!
Necessidade, vontade, eh!
Necessidade..." - titãs

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

demi lovato

clique para ver melhor a notícia do yahoo!


"Nas fotos publicadas na internet, a moça deixou à mostra marcas de cortes no pulso, resultado da crise de cortes em si mesma que a levou à rehab em outubro de 2010."



sábado, 29 de janeiro de 2011

experiência e pobreza

o filho da classe média estudante de ciências humanas sai do supermercado com suas pequenas compras de fim de semana. do lado de fora do supermercado, um homem, uma mulher, uma criança, um cachorro, todos sujos, todos tristes: "dá uma moeda... 10 centavos já ajuda ..."
o filho da classe média estudante de ciências humanas, por saber que um gesto solidário não mudará em nada a estrutura de reprodução da acumulação capitalista, mantém em seu bolso os 10 centavos. o estudante de ciências humanas filho da classe média sente culpa, consciência pesada, indignação, frustração e impotência diante da crueldade do mundo. toda essa agonia dura longos 15 minutos, até chegar em casa e abrir o portão, abrir uma cerveja, abrir o facebook, abrir um bom livro...

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

casamento .2

clique na imagem para aumentar
"Cientistas descobriram que os casados vivem até 15% a mais do que os solteirões"

matéria do yahoo!