quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

mude a direção


a vida na grande cidade é insuportável pela soma de duas coisas: o desejo irracional de ter um carro e o isolamento individualista. um pedestre mais mal-humorado mal pode conter seu profundo descontentamento ao notar que há apenas uma pessoa dentro da maioria dos carros que entopem as ruas, transformando a cidade em inferno.
mude a direção: o carro da propaganda, é uma expressão de personalidade, uma manifestação da essência humana. cada indivíduo precisa de seu próprio carro; dar carona para um pedestre desconhecido é imprudência completa; o pedestre não deve sentir-se no direito de pedir carona a um desconhecido que vem de carro. a consciência separada que faz funcionar a propaganda produz continuamente a separação generalizada no espaço urbano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário