quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

nerd

antes de ser completamente absorvido pelo capitalismo, o nerd era o último tipo de filho da classe média capaz de oferecer resistência. entretanto, seu isolamento voluntário facilmente transformou-se em individualismo competitivo e em egoísmo; sua atração pela leitura e pelo conhecimento da tecnologia tornaram-se qualidades de mercado.
o mundo da mercadoria promoveu o nerd de excluído a público-alvo-com-demandas-específicas. é na mercadoria que o nerd, enfim, se reconhece como nerd; cria sua identidade no consumo: livros, vídeo game, séries americanas, quadrinhos, filmes que adaptam quadrinhos.
a partir do momento em que o nerd está no mercado de trabalho ele não quer mais que um salário que o permita preencher sua vida e seu quarto com coisas legais produzidas especialmente para ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário