terça-feira, 24 de janeiro de 2012






as pessoas bem informadas discutem detalhes intrincados sobre o funcionamento de esquemas específicos de corrupção, desvio de dinheiro público, etc. a mídia dominante repete eternamente escândalos políticos, até que eles se tornem espetacularmente normais.
"fora alckimin!" ;entre uma série americana e um jogo novo de video game, a opinião pública educada acredita que é necessário eliminar o indivíduo que (temporariamente) ocupa o poder, quando, na verdade, o MAL está na estrutura do poder do estado: acordos entre o aparelho repressivo do estado e gangsters particulares acontecerão eternamente, como desdobramentos decorrentes da lógica de acumulação do capital...
mais que isso, o MAL está nas convicções, nos valores e nas atitudes mais cotidianas da sociedade, que sustenta e legitima o poder do estado.
mais que isso, o estado existe para que o indivíduo-consumidor-cidadão seja deixado em paz, enquanto ajuda a movimentar a economia nacional, preenchendo com brinquedos maravilhosos o vazio de sua existência.
o estado existe, além do mais, para que o indivíduo-consumidor-cidadão possa responsabilizá-lo por eventuais atrocidades realizadas para a continuidade da existência do próprio indivíduo-consumidor-cidadão.

2 comentários:

  1. [tio.taz] AH PUTA QUE PARIU COM ESSE BLOG, só tapa na cara, só pérola!

    pancadaria nas coxa!


    tô sempre aqui, devo ser masoquista, quero ver o que me angustia, e parece que aqui vaza!

    valeu!

    ResponderExcluir