segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012


1- a polícia existe para manter pacíficos os marginais.
além disso a polícia contribui para manter baixos os salários e precárias condições de trabalho dos infelizes que compõem a base do processo produtivo: com o uso da força a polícia tem o poder de encerrar greves.

2-a população educada, entediada de sua vida morna, tem fetiche pelo uso da força.
a população educada acredita em certas entidades neutras da natureza: a lei e o mercado - contra estas entidades toda greve aparece como teimosia, recusa em aceitar a evidência das coisas como são. impõe-se a polícia.

3- além de ser o braço armado do estado, a polícia é uma instituição formada por trabalhadores assalariados: quando o policial - indivíduo com nome, família e aspirações a um carro novo - acata a ordem de atirar e bater em qualquer grupo que coloque em risco a apatia do mundo, ele está executando o trabalho pelo qual é pago, cumprindo ordens de superiores.

4- quando a polícia entra em greve e o estado a desmobiliza convocando o exército, surge para o policial ocasião de enfrentar suas contradições. o policial é trabalhador alienado, que simplesmente cumpre mediante pagamento partes de intenções maiores e alheias.

Um comentário:

  1. mano isso é muito bom
    mas carece de infinitas traduções que rompam com o marxistês
    o marxistês é o idioma que você usa no re-escrita de tudo
    o idioma marxistês não é o idioma português que também não é o idioma brasileiro

    ResponderExcluir